Area do Associado

Login Senha * esqueci minha senha
Confenar

Revista Confenar

Vice-presidente da Dir. Executiva da Fundação Vanzolini, Alberto Ramos, na Revisão White Belt

Certificação White Belt

No Agenda Confenar 2013, revendas recebem treinamento para aumentar a qualidade e a produtividade das equipes.

A Confenar sempre busca otimizar os processos e elevar a capacitação dos colaboradores da Rede de Revendas, tornando as empresas ainda mais competitivas no mercado. Por isso, realizou uma parceria com a Fundação Vanzolini, referência em cursos de Lean Seis Sigma no Brasil, para capacitar os profissionais das revendas associadas para a Certificação White Belt - que visa o aumento da qualidade e da produtividade.

Em continuidade ao trabalho, iniciado em 2012 e que já beneficiou cerca de 400 profissionais, a Confenar promoveu treinamentos de revisão durante o Agenda Confenar deste ano, realizado em Porto de Galinhas (Pernambuco). Lá, os participantes tiveram a possibilidade de esclarecer suas dúvidas e aprimorar os projetos que desenvolveram ao longo do ano.

Victor Simas e Hamilton Picolotti entregam certificações aos representantes das revendas

"Reforçamos os conceitos já estudados e aproveitamos para elucidar alguns pontos fracos nos projetos apresentados. Assim, os participantes puderam corrigir seus projetos e enviá-los para a Confenar reavaliar. Com isso, queremos estimular a produção de projetos que sejam úteis para as revendas", explica o vice-presidente da Diretoria Executiva da Fundação Vanzolini, Alberto Ramos.

Foram entregues 66 projetos para tentar a Certificação White Belt. Destes, dez foram escolhidos pela Fundação Vanzolini segundo cinco critérios técnicos: obediência ao ciclo PDCA, uso correto das ferramentas que ajudam a identificar as causas dos problemas, encadeamento das etapas do projeto, qualidade da solução proposta e ganhos específicos propostos pelo projeto. Os autores desses dez trabalhos subiram ao palco do Agenda Confenar para receber o troféu Lean Seis Sigma White Belt:

Victor Simas, presidente da Confenar, e Mariza Napoleão, da revenda Ferreira Pinto

Mariza Napoleão, da Ferreira Pinto, ficou emocionada ao ser premiada. Ela desenvolveu o projeto "Desligamento com menos de 12 meses da área de Venda", com o objetivo de reduzir o turnover do setor. Desde janeiro, quando foi implementado o projeto, até agosto, data da premiação, a revenda não registrou nenhum desligamento. "Gostei muito do treinamento e fiquei muito feliz com a Certificação. Isso mostra que nosso trabalho teve um bom resultado, fruto de muito esforço."

Marcelo Maciel, da ACB, desenvolveu o projeto "Média, combustível e Puxada", para reduzir o consumo de combustível por meio de um treinamento com os motoristas. A meta era economizar 5% do que consumiam no mês, mas eles superaram as expectativas, conseguindo 8% de redução. "Receber esta Certificação foi muito importante para nós. Com certeza, vai nos ajudar muito em nossas metas daqui em diante".

Hamilton Picolotti, ex-presidente da Confenar, e Marcelo Maciel, da revenda ACB

Saiba mais sobre o Lean Seis Sigma - White Belt

Lean Seis Sigma é uma metodologia de negócios que busca alcançar bons resultados pela redução de fatores como: custos, desperdícios, inspeções, retrabalho, sucata, perda de clientes e desgaste da imagem da empresa.

A estratégia pode ser aplicada para melhorar processos já existentes e com diversos objetivos, como aumentar a produtividade, diminuir o tempo de ciclo de determinada atividade, melhorar o fluxo de caixa da empresa, reduzir os custos variáveis e entregar o produto ou serviço dentro do prazo estabelecido.

Para implantação do Seis Sigma em uma empresa, é formada uma equipe para atuar como agente de mudanças, usando ferramentas estatísticas e de qualidade que possibilitem aumentar a capacidade e o desempenho dos processos, sem elevar os investimentos. Esta equipe é composta por pessoas treinadas para disseminar o conhecimento Seis Sigma e dar assistência aos demais integrantes da organização.

Como nas artes marciais, a certificação dos profissionais passa por faixas que elevam o nível de dificuldade de acordo com as cores. O primeiro treinamento, que está em execução, corresponde ao White Belt.

Para ser certificado, o participante desenvolve um projeto, que deve levar em conta quatro pilares, identificados pela sigla PDCA: Plan (planejamento), Do (execução), Check (verifi cação) e Act (ação). Ou seja, é necessário identificar o problema, reconhecendo todos os seus aspectos, analisar o processo e, por último, planejar a ação.

Após a implementação do plano de ação, é importante verificar se o projeto gerou melhorias no processo. Neste ponto, é possível mapear as causas das variações, que podem ser especiais ou comuns. Com isso, a empresa tem a possibilidade de solucionar esses problemas pontuais.

"O trabalho de melhoria nunca termina. Busque sempre novas oportunidades e faça com que ela ocorra de maneira contínua e competente", finaliza Ramos.

Bruna Souza
Revenda Oliveira & Oliveira, de Abaetetuba (PA)

Claudenir Martins
Revenda Messias, de Assis (SP)

Fábio Cristiano Schmitz
Revenda Casci, de Carazinho (RS)

Fernando Zanon
Revenda Conebel, de São José do Rio Preto (SP)

Gilson Carlos Nobre
Revenda Cervantes, de Montes Claros (MG)

Leslei Fernandes
Revenda Menegazzo, de Avaré (SP)

Marcelo Maciel
Revenda ACB, de Chapecó (SC)

Marisa Napoleão
Revenda Ferreira Pinto, de João Monlevade (MG)

Nelson Paszkiewicz
Revenda Cargnelutti, de Rosário do Sul (RS)

Valdir Maurício de Lima
Revenda Farid, de Mariana (MG)


Para conseguir a Certificação, os projetos precisam:
Estar relacionados com as estratégias da revenda
Ter foco nos clientes
Lidar com problemas crônicos, que apresentem baixo desempenho
Ser concluído no prazo de três a seis meses
Ter um escopo que permita um foco adequado
Gerar resultado financeiro tangível
Estar ligado a um processo da empresa ou de uma área específica
Ter dados históricos disponíveis, confiáveis e recuperáveis

Outras Edições
 
Confenar - Confedaração Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística de Distribuição