Palavra do Presidente

 

TEMPOS DIFÍCEIS 

presidenteEstes últimos dez meses exigiram da Confenar uma grande dedicação e o esforço concentrado de todos os seus dirigentes. Como Presidente, o Karl se desdobrou e conseguiu, com seu espírito conciliador e por ser um abnegado defensor da união entre os distribuidores, manter todos os associados seguindo um único lema “Confenar: somos nós, nossa força e nossa voz”.

Neste período, comandou com extrema habilidade a administração dos anseios de todos os revendedores no intuito de chegar a um acordo com a Ambev, visando a correção de vários fatores defasados no tempo por falta de correções periódicas, com reflexos diretos na rentabilidade das revendas, que tiveram seus resultados prejudicados ano após ano, estando grande parte delas trabalhando com enormes prejuízos.

Caso o acordo com a Ambev não prosperasse, por decisão unânime em Assembleia, os distribuidores decidiram que a Confenar, na defesa dos interesses de seus associados, deveria procurar resolver o impasse na esfera administrativa e judicial.

No momento em que as tentativas de negociação encontram um ponto de inflexão, seria impossível o Karl continuar à frente deste litígio sem prejudicar a gestão da sua distribuidora. A Confenar já se preparava há algum tempo para modificar a sua estrutura, elegendo um Presidente profissional que pudesse comandar a Confederação em tempo integral. O Conselho da Confenar, por unanimidade, resolveu me elevar a esta posição, o que muito me honra. Embora há alguns anos afastado diretamente da distribuição, como Diretor Jurídico sempre acompanhei o que ocorre no relacionamento da Ambev com as revendas e estou me atualizando rapidamente contando com a boa vontade de todos os integrantes do Comitê de Negociação da Confenar.

Assumo a presidência consciente dos tempos difíceis que virão pela frente, tarimbado pela experiência de vida, meu principal objetivo será encontrar uma ponte que permita à Ambev e à Confenar trafegarem em uma única via de direção, unidas pelos desafios de mercado. Sei perfeitamente da dificuldade de cicatrizar os arranhões que o litígio trará para as duas partes, mas, como somos profissionais competentes, tenho certeza que prevalecerá o bom senso, que superará qualquer incômodo emocional.

A decisão de recorrer ao CADE transcende as discussões inconclusivas da margem de distribuição, que continuará sendo questionada em foro competente. O pleito da Confenar visa modificar o modelo guilhotinado de distribuição, no qual a Ambev impõe, de forma inflexível, um ciclo fechado e vicioso de controle, determinando que os revendedores trabalhem no mix de produto que ela deseja, no formato, no preço e na estrutura de seu interesse. Conseguir sobreviver a esse sistema tem sido um ato de verdadeiro heroísmo para as revendas. A Confenar solicitou ao CADE liberdade de atuação. A livre iniciativa e a concorrência aberta permitirão que as revendas passem a atuar de forma independente no mercado.

Reafirmo minha responsabilidade de lutar pela valorização da Rede por meio do melhor acordo para os distribuidores, evitando beligerância, mas sempre buscando uma remuneração adequada e justa para prosperidade dos negócios. Não tenho dúvidas de que as partes podem sair ganhando com relações comerciais equilibradas.

Paralelamente à administração destes “TEMPOS DIFÍCEIS” e com auxílio de todos vocês, irmanados numa união indissolúvel, comprometo-me a levar a Confenar a um novo patamar de representatividade no cenário nacional, passando a ter uma posição ativa na economia, nas sociedades de classe, no Legislativo, no Judiciário e no Executivo.

Abraços!

Ataíde Gil Guerreiro,
Presidente da Confenar.

ATENDIMENTO
Rua Guararapes, 1.855 - 6º andar
Brooklin Novo - São Paulo - SP
+11 5505-2521 - email: atendimento@confenar.com.br
ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

ASSESSORIA DE IMPRENSA
PLANIN | (11) 2138-8930
confenar@planin.com

© 2019 - Todos os direitos reservados